Archive for maio, 2017


cuba direitos mulheres

Anúncios

(Editado em 25/05/2017 para acréscimo e correção de informações).

por Ojuara Anonymous

-FquKJ9y_400x400

Jair Messias Bolsonaro, devolveu dinheiro doado pela JBS e enviou uma nota de recusa  ao receber doações de empresas privadas.

Em um “furo” jornalistico (que convenhamos, ser um tanto duvidoso) do site Vice Brasil, encontraram a seguinte tabela em um site de prestação de contas do TSE:

1490041984313-prestacaodecontasbolsonaro

O que o “furo” jornalistico não fala, é que o site só mostra o que foi doado. Mas você me pergunta: “se foi doado de uma empresa ele é corrupto, certo?” Não exatamente.

“Como assim?  Explique-se!”

Pois, bem, o site mostra que houve uma doação, mas o que não mostra é que o Bolsonaro devolveu os valores que foram empurrados pelo partido, em que ele estava em 2014, que acabou depositando os valores na conta de Bolsonaro. Realmente ele devolve o dinheiro, como comprovado na imagem abaixo, que exibe uma cópia de um cheque e um comunicado assinado pelo próprio Bolsonaro, devolvendo o montante depositado e a recusa em aceitar valores doados por empresas por ele e por Flavio Bolsonaro (compartilhado no Twitter pelo próprio Bolsonaro):

comprovante devolução bolsonaro

Lembrando que o valor não foi doado diretamente ao Bolsonaro, mas sim repassado através do partido e depositado na conta do deputado, ao qual devolveu o dinheiro no mesmo dia (após o recebimento) quando percebeu qual era a origem do dinheiro e constatando que o depósito do valor estava em sua conta. Depois da transferência, o partido ficou com o dinheiro da JBS.

O partido também fez uma transferência eletrônica do fundo partidário diretamente para a conta de Bolsonaro (sendo que o dinheiro desse fundo é legal e os candidatos podem receber sem problemas), no mesmo dia do depósito da citada “doação” (veja imagem abaixo):

dados contas TSE

 

Na verdade ele não recebeu apenas 200 mil, recebeu a somatória de 400 mil, repassados pelo partido, ou seja, 200 mil do fundo partidário, juntamente com mais 200 mil de “doação”. Os dois valores foram recebidos no mesmo dia (de acordo com os dados da tabela). Percebo também que todos os valores mostrados, são somados juntos com outros valores listados na tabela. Então posso concluir que, os 200 mil devolvidos por Bolsonaro, foram devolvidos após receber os dois valores, ou seja, os 400 mil já estavam em sua conta, só após isso os 200 mil de doação foram devolvidos ao partido.

Inclusive após a devolução, foi noticiado na mídia veja a notícia com certo espanto por muitos (noticiado por Diário do Brasil).

Após o acontecimento, Bolsonaro ficou mais atento para não receber valores doados por empresas, como doação de campanha.

Podemos então concluir que o Bolsonaro não está envolvido em corrupção, pelo menos até o momento.

São mais de 50 cortes no áudio da gravação. O Temer é corrupto sim, mas inventar uma falsa prova contra ele não ajuda em nada, só atrapalha.

Debate sobre o atentado terrorista que ocorreu no dia 02/04/2017, durante um protesto pacífico contra a nova lei de imigração, na avenida paulista em São Paulo, onde um sírio atirou uma bomba contra manifestantes desarmados.

O momento em que é atirado a bomba contra os manifestantes:

Notícia: PM prende terroristas palestinos após ataque a bomba na Paulista

O protesto era contra a nova lei de imigração que permitiria uma abertura maior das fronteiras do Brasil, permitindo uma maior facilidade na entrada de estrangeiros no país. O problema é que facilita demais, permitindo que inclusive criminosos e células terroristas entrem no país sem muitas dificuldades.

Vídeo feito pelo canal Terça Livre, expondo alguns fatos escondidos sobre o Brasil. Vale a pena ver. Entrevista concedida ao vivo.

 

Canal Terça Livre no youtube: Canal Terça Livre