Category: Pessoal


Por Ojuara Tiradentes Anônimous

Renan Calheiros e cunha maos

Renan Calheiros e Eduardo Cunha em um aperto de mãos

O atual presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha é alvo de 6 processos criminais em investigação, já sendo réu em um deles (mas no momento, esse processo está empacado e ainda não entrou em pauta de votação, que já foi pedido desde dezembro de 2015). Também o atual presidente do senado, Renan Calheiros é alvo de 12 processos criminais que estão em investigação.

Esses dois cidadãos, são os próximos indicados na linha sucessória para assumir como vice-presidente do nosso país, caso Michel Temer assuma como presidente da república, no lugar de Dilma Rousseff.

O fato causa certa estranheza, pois fala-se muito em combater a corrupção, mas quando o alvo não é nenhum partido de esquerda, parece que tudo anda mais devagar ou é escondido por debaixo do tapete. Esperemos que estas investigações sigam adiante e que de fato esses dois sejam julgados e condenados pelos seus crimes (e se possível, que devolvam todo dinheiro que desviaram para seu próprio bolso, de volta para o país).

Fonte: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,cunha-e-renan-sao-alvo-de-18-pedidos-de-investigacao,10000048756

 

Anúncios

por Ojuara Tiradentes Anonimous

Nesse último domingo (17/04/2016), foi votada pela câmara do deputados a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, ao qual foi aceito com a maioria dos votos, transmitida por quase todos os canais de televisão do país.

Uma coisa interessante e vale ressaltar, que a maioria dos deputados que votaram na câmara e incluindo o próprio presidente da mesma  estão envolvidos até pescoço em vários processos de corrupção. O processo de impeachment contra a presidente foi feito com base em uma acusação de maquiar dados fiscais nas contas do governo. As chamadas “pedaladas fiscais” (prática de atrasar repasses a bancos públicos para o pagamento de programas como o Bolsa Família ) realizadas em 2015, nada muito grave, pelo menos em comparação com outros políticos que estão soltos por aí e sem processo de cassação .

Embora atualmente seja apenas um pedido de afastamento com motivações políticas, a presidente não cometeu nenhum outro crime até o momento. Na minha modesta opinião, esse tipo de ação poderia até render um processo contra a presidente e obrigá-la a pagar uma indenização aos cofres públicos, não um afastamento imediato.

O fato é que a presidente cometeu muitos deslizes nos momentos em que falou abertamente ao público, durante os vários pronunciamentos oficiais. Mas ela é acusada informalmente por todos de ser incompetente e fazer vista grossa aonde não deveria, ou seja, ser conivente com a corrupção do nosso país e não fazer absolutamente nada para mudar, talvez esse seja o seu maior crime no momento: a incompetência total para ser presidente do país e não manter um diálogo com câmara e com o senado ativamente.

Eduardo Cunha (presidente da câmara do deputados), está envolvido em processos da investigação da Lava a jato, onde foram encontradas contas no exterior em seu nome, contendo dinheiro incompatível com seu ganho monetário e outras acusações. Não se sabe o por que de ainda não ter sido cassado, ou já ter se realizado um processo de cassação contra ele, pois há indícios mais do que suficientes para isso. Este poderá ser o novo vice-presidente da república, caso a Dilma caia.

O fato é que se a Dilma cair, o Michel Temer também poderá cair também, ainda mais que o atual vice-presidente está envolvido em muitos processos judiciais e crimes de corrupção, incluindo indiciamentos na investigação da Lava a Jato.

Então poderemos ter na nossa história três processos de impeachment em sequência: o primeiro contra a Dilma Rousseff, outro segundo contra Michel Temer e o terceiro contra Eduardo Cunha, já pensou nisso?

Vamos aguardar e ver o que se sucederá nos próximos dias, a análise do pedido seguirá para o senado, se aprovado aí sim teremos de fato o afastamento definitivo da presidente.

por Ojuara Tiradentes Anonymous

 

No Brasil a qualidade do ensino das escolas é ruim, correto? Esta afirmação está parcialmente correta, mas também está parcialmente errada.

Aí você me pergunta, como pode estar uma afirmação certa e errada ao mesmo tempo? Calma, eu já vou explicar logo abaixo.

Primeiramente existem quais tipos de escolas e quem as mantêm? Existem atualmente as escolas particulares, das quais são mantidas por dinheiro de particulares que pagam do próprio bolso e as escolas públicas financiadas e mantidas pelo dinheiro dos impostos que pagamos. Das escolas públicas, podemos subdividir em escolas geridas independentes por município, por estado e pelo governo federal.

Resumindo, então temos:

  • Escolas particulares (mantidas por particulares, de investimento privado);
  • Escolas públicas (que são mantidas com o dinheiro dos impostos pagos por todos nós brasileiros, com dinheiro público).

Das escolas públicas, temos a seguinte divisão:

  • Escolas municipais (mantidas por uma prefeitura com verba da própria cidade, do qual é responsabilidade direta do prefeito da cidade ao qual pertence).
  • Escolas estaduais (mantidas pelo governo de um dos estados da federação, que é de responsabilidade direta do governador do estado ao qual pertence).
  • Escolas federais (mantidas pelo governo federal, que é de responsabilidade direta do presidente da república do nosso país).

As escolas particulares são ótimas, onde os professores são valorizados, há possibilidade de progressão de carreira, o ensino é forte.

As escolas municipais, cada uma delas tem um estatuto definido pelos municípios ao qual pertencem, então é difícil tratar de forma genérica, variando a qualidade do ensino de cidade para cidade, de escola para escola.

As escolas estaduais (que são em grande maioria massiva no nosso país), são escolas consideradas de médias a péssimas, dependendo do estado onde se encontram, não há uma valorização dos professores e estes não possuem qualquer incentivo de progressão de carreira, além do ensino deixar muito a desejar na maioria delas.

As escolas federais (que tem aumentado em quantidade com o passar dos anos), são escolas excelentes, os professores são valorizados e possuem progressão de carreira, o ensino é forte.

Em escolas onde há progressão de carreira para os professores, estes são incentivados a estudarem e a melhorem cada vez mais, permitindo que assim suas aulas estejam cada vez melhores com o passar do tempo, em consequência disso, o ensino poderá melhorar cada vez mais.

Então caros leitores, se vocês querem culpar alguém por uma qualidade de ensino ruim, culpem os verdadeiros culpados. Não adianta nada arrancar um presidente do poder e manter o mesmo governador de antes ou o mesmo prefeito de antes. Lembrem-se que a maioria das escolas públicas são de responsabilidade dos governos dos estados em que estão, portando se vocês querem culpar alguém por uma qualidade ensino ruim, culpem o governador do seu estado, pois este de fato é responsável por ela.

E não se esqueçam de que os governos dos estados são independentes, ou seja: cada um trabalha sem a intervenção direta do governo federal.

 

por G. Ojuara.

Muito se fala sobre os aeroportos do estado Minas Gerais, construidos na gestão de Aécio Neves, (inclusive com algumas postagens sobre o assunto, feitas aqui).

Por que eles não estão em funcionamento? Isso é por conta da autorização da ANAC, que ainda não emitiu a autorização para os aeroportos funcionarem, sem essa autorização os aeroportos não podem ser utilizados por qualquer tipo de voo, por qualquer tipo de aeronave.

Então é provável que se houvesse sido emitida a autorização  da ANAC, os aeroportos estariam em funcionamento.

Seria por motivação política que essas autorizações ainda não foram emitidas (será que o governo federal atual interveio)?

Poderia ser algo burocrático demais isso ser feito, mas acho que não é o caso.

Na verdade, nesse instante, não precisamos ir pro lado de um partido e apoiá-lo.
Se quisermos de fato uma mudança é necessário começar com nós mesmos.
Não adianta querer tirar o presidente se não mudarmos nossos deputados e senadores.
Não adianta querer tentar mudar deputados e senadores se não mudarmos os nossos vereadores e prefeitos. E sobretudo, devemos nos interessar cada vez mais por política, mas sem ideais partidários (apesar de podemos ter nossas próprias convicções). Quantas vezes visitamos a câmara de vereadores do nosso município para ver o que está sendo votado lá?

Se acontece a roubalheira de hoje, é porque nós deixamos.
O Brasil é nosso, mas se não começarmos a mudar nossas atitudes e pensamentos (como muitos começaram agora), jamais haverão grandes mudanças, isto é fato.

Então a hora é agora.

por Gustavo Ojuara (Blog do brasileirinho).

Até quando esperaremos por algo, jovens do Brasil  vamos a luta,  pois nem tudo  é ficar sentado e esperar que se resolva sozinho, vamos atrás de soluções, vamos reclamar e bater em pé, por que o Brasil é nosso, se não lutarmos por nosso país, quem lutará? Não estou falando de armas, pelo menos de armas de fogo, mas falo que devemos estar armados de moral, de conciencia e sede de justiça, fazer protestos, e gritar por um país mais justo, pois é isso que necessitamos, porque quem não reclama, não tem voz. Devemos provar para todos, que os jovens do Brasil não estão ou são acomodados ou acha que vamos esperar algo cair do céu? Pois as únicas coisas que caem do céu é a chuva, é granizo, ou um raio em nossas cabeças, nada mais.

O mito – por Gustavo Ojuara (blog do brasileirinho)

Steve Jobs se tornou o maior gênio, inventor e visionário do século XX e começo do século XXI. Foi uns dos primeiros a pensar em desenvolver um computador para pessoas comuns. Inovou com a insistencia de lançar o Ipod na mesma época que o mp3player era rei absoluto, entre outras coisas fantásticas e ousadas.  Sentiremos sua falta, pois grandes homens marcam e sempre marcarão para sempre sua trajetória e história aonde passam.

Noticia abaixo divulgada no site da Folha :

por DA FRANCE PRESSE, EM SAN FRANCISCO (EUA)

O cofundador da Apple, Steve Jobs, é uma verdadeira lenda no Vale do Silício, o homem que deu ao mundo não um, mas quatro produtos que se transformaram em ícones de uma era.

Jobs, o visionário por trás do computador Macintosh, o iPod, o iPhone e o iPad, morreu nesta quarta-feira aos 56 anos de idade devido a um câncer, apenas 42 dias depois de renunciar como presidente executivo da Apple, a companhia que colocou na vanguarda da revolução tecnológica dos últimos anos, depois de ter permanecido durante sete meses em licença médica.

Nascido em 24 de fevereiro de 1955 em San Francisco, de uma mãe solteira e adotado por um casal de Mountain View com apenas uma semana de vida, Jobs cresceu na área que um dia viria a ser converter no centro tecnológico que atualmente é conhecido como Silicon Valley, o Vale do Silício.

Como estudante secundarista, assistir a conferencia em Hewlett-Packard, na vizinha Palo Alto, e trabalhou durante um verão com Steve Wozniak, o engenheiro com quem anos mais tarde viria a fundar a Apple.

Jobs deixou o Reed College de Portland, Oregon, depois de um único semestre, mas continuou tendo aulas, incluindo uma de caligrafia, que citou como o motivo dos Macintosh serem desenhados com múltiplas tipografias.

Quando tinha 20 anos, fez uma viagem espiritual à Índia e voltou com a cabeça raspada e usando trajes indianos tradicionais.

ATARI

Conseguiu trabalho como técnico dos videogames Atari e participava em um clube de garagem chamado “Homebrew Computer Club” (Clube dos Computadores Caseiros) com Wozniak, que, como Jobs, deixou os estudos.

Jobs tinha 21 e Wozniak 26 quando fundaram a Apple Computer na garagem da família Jobs em 1976.

Enquanto a Microsoft vendia licenças de seu software para fabricantes de computadores com preços populares, a Apple manteve sua tecnologia em privado e a oferecia para pessoas desejosas de pagar caro por um desempenho superior.

Sob a direção de Jobs, a companhia introduziu seus primeiros computadores Apple e depois o Macintosh, que se tornou muito popular nos anos 1980.

As inovações da Apple incluem o “mouse” para facilitar os usuários na ativação dos programas e a abertura de arquivos.

Jobs foi elevado a um status de ídolo pelos devotos da Macintosh, muitos dos quais se viram a si mesmos numa espécie de aliança rebelde contra o poderoso império da Microsoft, construído com seu onipresente sistema operacional Windows.

Jobs, que se transformou no garoto propaganda da Apple, passou de seus dias de célebre solteiro, que incluíram uma relação com a cantora folk Joan Baez, a de chefe de família com residência em Palo Alto.

CASAMENTO BUDISTA

Em 1991 se casou num cerimônia presidida por um monge budista. Teve três filhos com sua esposa e uma filha com mulher com quem manteve uma relação anterior a seu casamento.

Deixou a Apple em 1985 depois de uma luta de poder interna e iniciou a companhia NeXT Computer, especializada em terminais de trabalho sofisticadas para empresas.

Em 1986, cofundou a Pixar, que ganhou vários prêmios Oscar de animação, a partir de uma ex-unidade de gráficos por computador de Lucasfilm que, segundo boatos, comprou do cineasta George Lucas por 10 milhões de dólares.

Com isso construiu um estúdio responsável por superproduções campeãs de bilheteria como “Toy Story” e “Procurando Nemo”.

A Apple caiu no ostracismo depois da partida de Jobs, mas os dois se reconciliaram em 1996, quando a companhia de informática comprou a NeXT por 429 milhões de dólares e Jobs subiu mais uma vez a seu trono.

Em 1997, Jobs substituiu Gil Amelio à frente da Apple. Foi quando o arqui-rival Microsoft investiu US$ 150 milhões na companhia.

Desde então, fortaleceu-se mais do que nunca, reformando a linha Macintosh, lançando o reprodutor mp3 iPod, em 2001, e a loja de música on-line iTunes, em 2003.

CÂNCER

Submeteu-se em 2004 a uma operação de câncer de pâncreas, mas voltou três anos mais tarde cm o iPhone e sua popular tela de touch.

A Walt Disney Co. comprou a Pixar por 7,4 bilhões de dólares em 2006, deu a Jobs um lugar em sua direção e o converteu no maior acionista unitário do gigante do entretenimento.

Jobs saiu novamente de licença médica em janeiro de 2009, mas voltou ao trabalho em junho desse mesmo ano, depois de submeter-se a um transplante de fígado. Seu aspecto físico sofreu profundas alterações, mas ele insistia em declarar-se saudável.

Em janeiro de 2010, revelou sua última criação, o iPad, que fixou os padrões dos tablets.

Sob sua direção, a Apple tornou seus sistemas Macintosh mais compatíveis com os programas para PC do Windows e aumentou sua porção em um mercado amplamente dominado por computadores com software da Microsoft.

VALOR DE MERCADO

Em maio do ano passado, superou a Microsoft como a maior companhia tecnológica americana em termos de valor de mercado.

Conhecido por suas camisas de gola rolê, seus jeans e seus tênis, Jobs adorava fazer comentários com referencias musicais que envolviam seus ídolos, os Beatles e Bob Dylan.

Ao revelar em fevereiro passado seu último problema de saúde (sem dar detalhes), JObs disse que continuaria sendo o titular executivo e ficaria “envolvido nas grandes decisões estratégica da companhia”.

“Amo demais a Apple e espero regressar tão logo possa”, afirmou na ocasião, consciente de que seus problemas de saúde preocupavam os investidores, que associavam o bom andamento da empresa à sua presença.

“Sempre disse que, se chegasse o dia em que não pudesse cumprir com meus deveres e expectativas como diretor da Apple, seria o primeiro a dizer. Assim me demito como diretor-geral da Apple”, admitiu, em uma carta ao conselho de administração em 24 de agosto passado, ao apresentar sua renuncia no que acabou se convertendo em sua saída definitiva.

Fonte:Folha

por Gustavo Araujo de A. C.  (Blog do Brasileirinho)

Se voce todas as vezes se pergunta:
“Por que fazer a prizatização de uma obra ou instituição, isso é bom?”
Muitos políticos de partidos de esquerda ficam falando “o governo privatizou isso…”, “o governo privatizou aquilo…”, mas afinal de contas, isso é ruim ou não?
Para falar a verdade, não é de tão ruim assim, pelo simples motivo de que com a privatização ela se torna privada, ou seja, uma empresa particular, não pertencendo mais ao governo e sim a terceiros, deixando a responsabilidade de custeio e manutenção por conta dos donos dela, não mais do governo, e pelo fato de a empresa ser particular, e ser o investimento dos donos dela que está em jogo (e o dinheiro deles também), são meio que obrigados a manter a empresa e fazê-la funcionar, dar lucro e crescer. Também tem o detalhe que é muito bom em questão de evoluir e trazer novas tecnolgias tambem, um exemplo disso foi a privatização da Telesp em São Paulo, que foi comprada e incorporada pela Telefonica, e que apesar de nos dar “algumas dores de cabeça, em algumas vezes”, fez com que fosse facilitado o serviço de telefone fixo para a maioria das pessoas, onde primeiro voce era obrigado a pagar a bagatela de R$300 mair ou menos para se ter um telefone; mas  apesar de tudo, a Telefonica, foi espertinha, e ao invés de vender a linha, pensou: “Porque vender a linha, e demorar pra obter lucro, não seria mais facil alugar e ter mais gente pagando um aluguel do que comprando?” (é verdade, a gente tem em casa uma linha alugada, e não é nossa; tanto que se a  gente cancela e depois manda religar, eles não são obrigados a manterem o mesmo número), foi o que ela fez, e antes do que era a Telesp, uma empresa quebrada e falida, se tornou uma empresa muito lucrativa, valendo 100 vezes ou mais do que era a Telesp. Além disso trouxe para nós tecnologia de fora, já que a Telefonica é uma empresa espanhola, e como quer manter sua boa imagem de uma empresa que não fica atrás de seus concorrentes, foi obrigada a investir em tecnologia aqui no Brasil, investindo em conexões como a ADSL (Speedy) e até mesmo em conexões de fibra optica (não é exclusividade, mas ela ajudou investir).
Sabia que a maior empresa brasileira hoje, é uma empresa privatizada, que no passado foi uma estatal: a Vale do Rio Doce, e que gera uma quantidade de lucro  em impostos inimaginável para o governo?
Mas afinal, por que se privatiza uma estatal? Pelo simples fato as vezes do governo não conseguir gereciar muito bem (tem o detalhe de alguem meter a mão e rouba-la também), as vezes por má administração dos responsáveis tambem, então privatizar é uma soluçao viável, para impedir inclusive de quebrar e ficar falida.
Se existe um lado ruim da privatização, pelo menos ao meu ver, é para os políticos corruptos que não vão conseguir botar a mão e desviar dinheiro dela na hora que quizer.

(Permitada a divulgação e reprodução com os devidos créditos ao autor).

por Gustavo Ojuara.

Bom, meus amigos, eu gostei pra caramba desse empreitada fazendo a união de todas as polícias e mais juntamente com exército e marinha. Embora tenha as dificuldades do meu dia a dia, sinto um ar nacionalista, de ter orgulho das forças do meu país, de torcer para o nosso amado Brasil, para que vença a guerra declarada contra os traficantes de drogas em definitivo (embora seja uma guerra constante). Mesmo que os meliantes estejam com toda e qualquer tipo de informação, os mesmos meliantes jamais terão capacidade de reação, pois não estão preparados para enfrentar todas as forças conjuntas (pois de fato era muito fácil para eles enfrentarem policiais mal armados, com fuzis do exército e outros armamentos pesados, mas agora que enfrentam de fato um exército de policiais e soldados, não tendo como eles revidarem a altura). Vai Brasil, ganha mais uma vez! Mostra que é bom em ganhar não só no futebol e outros esportes, mostra que também tem peito, garra e que na hora do vamos ver, não foge da luta jamais e que jamais vai abaixar a cabeça para traficantes de nariz empinado!

Sobre a notícia: Seis tanques da Marinha chegam à Vila Cruzeiro para combater traficantes

Valeu imprensa do Brasil por divulgar quantos aparatos militares estão sendo enviados para o Rio de Janeiro, com isso se quiserem, os meliantes podem se preparar e arrajar armas pesadas com poder de fogo maior (o que não será muito difícil, já que os narcotraficantes conseguem contrabandedar para o país armas de todo e quaquer calibre com uma certa facilidade). Só pra lembrar uma coisa simples, mas de extrema importâcia: numa guerra quem sabe o que outro vai fazer, pode se antecipar e se preparar para o que vier. Então é muito provável que a próxima notícia vai ser sobre como estes blindados foram explodidos pelos criminosos. Valeu imprensa do Brasil por dar informações aos meliantes.