Category: Saúde


Notícia: Brasil planeja compra de submarinos nucleares.

Muito bem, é muitíssimo bonito, mas e quanto ao lixo atômico que contém compostos de materiais radioativos, pois depois usadas as ojivas nucleares, seu nucleo radioativo precisa ser descartado, então esses compostos serão jogados aonde? Os USA enterram em seus desertos. E nós brasileiros faremos o que com esse lixo? Enterraremos no sertão nordestino? Espero que não.
(Apesar de saber que já temos uma pequena produção de ojivas para as usinas de Angra 1 e 2 utilzadas para a geração de energia elétrica, eu não tenho a menor idéia de onde o atual lixo atômico é descartado.)
Isso é que deveriamos nos perguntar!

por Marcelo Mariaca

Empresários, executivos, gerentes, professores, bancários e toda classe de profissionais dos segmentos industrial, comercial ou de prestação de serviço têm apresentado sintomas da Síndrome de Burnout, distúrbio psíquico causado por intenso esgotamento físico e mental, diretamente ligado à vida profissional. O mal acomete, principalmente, os chamados workalics, ou viciados em trabalho, e aqueles que sacrificam tudo para ser bem-sucedidos, serem reconhecidos e terem alto desempenho profissional.

Conhecida também como estresse ocupacional ou Síndrome de Esgotamento Profissional, era associada a uma doença quase exclusiva de trabalhadores de áreas assistenciais, como médicos, enfermeiros e bombeiros, que geralmente vivem situações estressantes. Mas nos últimos anos especialistas associam o mal à excessiva carga de trabalho e às pressões insuportáveis a que os profissionais são submetidos no mundo corporativo.

De caráter depressivo, a doença leva as pessoas à autopercepção de que sua força e energia estão se esgotando ­– daí o significado da expressão inglesa burnout, ou seja, queimar até o fim. Como outros tipos de depressão, só é percebida e diagnosticada com precisão quando já se encontra em estado avançado e provocou graves prejuízos.

Há um crescendo na vida dos profissionais propensos ao mal. Começa com a necessidade de se afirmar, quando a pessoa se entrega compulsivamente ao trabalho, abandona hábitos saudáveis – o lazer, o convívio familiar e social – e descuida-se da saúde e das necessidades pessoais. O profissional sente, então, que as coisas não vão bem, mas outra característica da doença é a falta de motivação para enfrentar o problema. O passo seguinte é a negação de valores, acompanhada de mudanças comportamentais, que levam à insensibilidade em relação a todos e a tudo, ao recolhimento, à despersonalização, à depressão e, enfim, ao colapso físico e mental.

As empresas cada vez mais procuram dar mais atenção à saúde física e mental dos funcionários, pois sabem que doenças provocam impactos na organização, como aumento do absenteísmo e queda de produtividade.  Doenças ocupacionais costumam recebem atenção especial e são objeto de leis, normas e cláusulas de acordos coletivos de trabalho. A Síndrome de Burnout existe, mas pouco ainda se sabe sobre ela. O conhecimento de suas características, sintomas, diagnóstico e cura é fundamental para que se possa por em prática estratégias de prevenção e intervenção.

É importante que dirigentes, acionistas, líderes e gestores das empresas e conscientizem da crescente incidência desse mal e de perfil insidioso. A prevenção certamente passa por mudanças comportamentais e até da cultura de certas organizações ­­- especialmente aquelas que buscam resultados a qualquer preço, estabelecem metas impossíveis de serem alcançadas, impõem carga excessiva de trabalho aos empregados para evitar contratações e submetem os profissionais a níveis insuportáveis de pressão.

Caso contrário, o mundo corporativo estará criando novo pesadelo.

[Marcelo Mariaca é presidente da Mariaca e professor da Brazilian Business School]

Retirado de www.pcmag.com.br

ANTICONCEPCIONAIS LETAIS!

ANTICONCEPCIONAIS LETAIS!

GENTE ISSO É MUITO SERIO E ASSUSTADOR.
VAMOS REPASSAR.
Nara Motter Assistente de Contas Hospitalares Divisão de Contas Hospitalares
Departamento de Produção Médica Diretoria de Gestão Operacional – Unimed
Grande Florianópolis fone: (48) 3952.8618. Fax: (48) 3952-8608 COMPENSA
PERDER UM TEMPINHO PRA LER, VC PODE SE AJUDAR OU AJUDAR ALGUÉM!!!

Mulheres, leiam até o final e com o máximo de atenção… É de extrema importância!! !

Homens repassem para suas amigas, irmãs, etc.

Você toma ou conhece alguém que toma as pílulas anti-contraceptivas Diane 35 ou Yasmim?
VOCÊ PODE AJUDAR A SALVAR A VIDA DA SUA ESPOSA, DA SUA IRMÃ, DA SUA NAMORADA, AMIGA, CONHECIDA E ATÉ A SUA… É SIMPLES… BASTA LER COM ATENÇÃO E PASSAR A INFORMAÇÃO ADIANTE!
Bom, estou aqui hoje pra falar um pouco do meu caso, que alguns de vocês não sabem, mas seria interessante ficarem atentos, pois tenho visto acontecendo bastante. Aos 25 anos, dois anos atrás, tive um derrame cerebral com três tromboses venosas, ou seja, três coágulos na cabeça. Descobri em 03 de Outubro de 2004, porque a dor era muito intensa, inclusive chegava a desmaiar e ter vômito tamanho a dor. Achei, no começo que era uma crise de enxaqueca porque tinha muito, principalmente quando estava estressada e com bastante trabalho, o que era o caso. Resumindo, o maior vilão dessa história toda foi a pílula anticoncepcional, Yasmin (abaixo segue trecho retirado do bulário ANVISA on-line atualizado este mês. Em toda minha vida evitei tomar esses minúsculos comprimidinhos por causa da retenção e do inchaço que sempre me deram, mas a do tal YASMIM era tão favorável, tão de alta-tecnologia que resolvo seguir o conselho do meu obstetra.
Tomei YASMIN após amamentar meu segundo filho e por apenas 6 meses e os “malditos” comprimidinhos fizeram tamanho estrago! Até hoje faço tratamento para as tromboses e minha qualidade de vida que era 90%, hoje é apenas 10%.
Durante estes dois anos vivi dopada de remédios anti-coagulantes. Já fiz todos os exames possíveis e imagináveis com os melhores médicos do mundo, nos melhores hospitais. Não tenho heranças genéticas que passam ter me causado derrames, tromboses ou qualquer acidente vascular, o que prova que foi realmente o uso da pílula Yasmim que acarretou toda a doença. Por sorte não tive paralisia facial ou de membros, não perdi a visão, mas já fiquei sabendo com meus médicos neurologistas que estão aparecendo diversos casos de meninas de 17, 19 anos em uso de PÍLULAS DIANE 35 e YASMIM com trombose pulmonar, trombose no fígado e muito raramente trombose nas pernas…
Então por favor, não deixem de repassar este e-mail para o máximo de pessoas que puderem! Não existe propaganda dizendo os riscos que a pílula trás para nós. Mas nós podemos fazer nossa parte!!! Obrigada…. ….Juana Ferreira!

Bula do Remédio: O que é Yasmin? Yasmin é um contraceptivo oral combinado.

Cada comprimido revestido contém uma combinação de dois hormônios femininos:

a drospirenona progestógeno e o etinilestradiol estrogênio. Devido às pequenas concentrações destes hormônios, considera-se Yasmin um contraceptivo combinado de baixa dose. CONTRA-INDICAÇÕES: Você não deve usar Yasmin nas condições a seguir. Caso você apresente qualquer uma destas condições, informe seu médico. Ele pode receitar para você outro contraceptivo oral ou outro método contraceptivo (não-hormonal) . Especialmente os relacionados com a trombose. A trombose é a formação de um coágulo de sangue que pode ocorrer nos vasos sanguíneos das pernas (trombose venosa profunda), nos pulmões (embolia pulmonar), no coração (ataque cardíaco) ou em outras partes do corpo; causado por um coágulo de sangue ou por um rompimento de um vaso sanguíneo no cérebro; cardíaco (como angina ou dor no peito) ou de um derrame (como um ataque isquêmico transitório ou um pequeno derrame reversível); acompanhada, por exemplo, de sintomas visuais, de dificuldades para falar, de fraqueza ou de adormecimento em qualquer parte do corpo.

Outra vítima:

Oi Kelly, Não sei para quem você repassou esse e-mail, mas aconteceu comigo em Agosto deste ano. Tenho uma filha de 1 ano, e amamentei-a até os 7 meses.
Parei de amamentá-la quando entrei na INA em Junho e comecei a tomar o tal do Yasmin por ser o mais indicado contra TPM e todas aquelas coisinhas que as mulheres bem sabem. No início de Agosto, depois de 2 meses tomando o Yasmin, tive uma crise forte de dor de cabeça (nunca tive enxaqueca na vida) aqui mesmo na INA estava com a Corinna numa reunião com Sr. Sérgio Pin.

Dali, fui direto pro ambulatório e de lá, me levaram para o Hospital Samaritano onde fiquei 24 h com medicamentos e em observação. Cheguei a desmaiar e a ter vômitos no ambulatório e no Hospital. Fiz uma Tomografia e foi constatado uma mancha no cérebro que o médico considerou um pequeno coágulo, o que provavelmente tinha provocado a dor. Na mesma hora, junto ainda do Neurologista, liguei para minha Ginecologista/ Obstetra e ela mandou suspender imediatamente o Yasmin, que provavelmente foi a causa. O que tive foi um pequeno AVC – Acidente Vascular Cerebral. Tomei um anticoagulante por 2 semanas, refiz o exame no final do mês, e ainda bem, a mancha havia sumido. Não tomo mais o remédio e minha ginecologista suspendeu o medicamento de suas indicações. É a primeira vez que recebo um e-mail desses, onde eu sou a própria testemunha do ocorrido … Mas graças a Deus agora estou ótima!

Fonte: enviado por e-mail

Anteontem chegou minha carta de motorista, que com meu esforço proprio, e com meu proprio suor, consegui tirar nesses meses. E ontem pela primeira vez sai com dirigindo um carro sozinho. Fico pensando, nessas pessoas imprudentes que dão na mão de um filho ou filha um veiculo com motor que contenha um motor e a potencia de seus cavalos, na rua sem habilitação, é mesma coisa de dar uma arma na mão de quem não sabe usar, o que aconte é que a pessoa pode dar um tiro no proprio pé, já um atirador não erra o alvo e não vai atirar de facilmente no seu proprio pé, ou seja, é mais facil um pessoa que não possua a CNH bater um carro, moto, etc. do que uma pessoa que já tem um veiculo bater. O pior é que tem gente que consegue tirar a CNH e não tem a minima noção do que está fazendo no transito, estacionar e/ou parar um veiculo num lugar que impossibilite a passagem de outro, é burrice mesmo, e uma falta de noção de espaço (o que me reflete a pensar na quantidade de pessoas que subornaram o delegado para passar no exame). Nesses dias, me lembro do caso de um moleque de 17 anos que pegou uma moto “emprestada”, sem ninguem saber, e foi a cidade vizinha para dar uma voltinha. Quando retornava o moleque morreu. E com certeza pode se estar pensando: “não tenho CNH, mas nada vai acontecer, não vou bater em ninguem dirigindo, não há risco de morte…”, digo que com certeza estes pensamentos foi talvez tenha se passado com aquele rapaz, se acha que ele queria morrer? Com certeza não. E aqueles moleques bobocas que andam na contramão de direção dos veiculos, usando uma bicicleta, todo mundo sabe que existe uma mão de direção (e é a mesma pra todos os veiculos, motorizados ou não), então não é só questão de prestar atenção no que a gente faz, e ter responsabilidade por nós mesmos, temos que olhar para os outros, porque o outro pode não prestar atenção, e ser irresponsavel, mas temos o cuidado de não fazermos o mesmo.

No interior do estado de São Paulo, existem médicos muito capazes e honestos que eu tenho que tirar o chapéu para eles, mas muitos médicos (maioria entre todos do leste paulista) que se acham doutores, e alem de não o serem, não sei se poderiam ser chamados assim de médicos. Porque? É muito simples. Se um ser humano procura um médico ele procura para ser medicado e curado de suas infermidades, mas alguns “médicos” não cumprem o que constam no seu diploma, são uns picaretas, sem vergonhas, enganadores, e que não deveriam nunca ou jamais exercer a profissão de médico (dentre eles que lembro de imediato do Médico “Dr.” Antônio Celso, que operou uma moça e que acabou cortando o intestino dela por “acidente” durante uma cirurgia). Operam apenas por operar, pra ganhar o dinheiro da cirurgia, apenas abrindo o paciente mas não retirando o tumor que deveria retirar; esperar o paciente ficar extremamente doente em estado quase terminal, sabendo que poderia ser tratado, curado, que estava pouco doente, espera o estado do paciente se agravar para prestar socorro. Uma coisa é que não sei ao certo dizer é que se realmente há falta de competencia desses intitulados médicos ou simplesmente pura descarada negligencia por uma boa parte deles. Istos acontece principalmente em São João da Boa Vista SP, e cidades circunvizinhas, onde bons médicos são poucos, e os maus médicos são maioria.

Roubar pode viciar

Hoje a gente vê muita coisa, CPI pra isso ou aquilo, ou vice-versa(pra mim é só uma forma de tornar publico que os políticos fazem, apesar de desconfiar que muitos deles tem algo a esconder, na verdade possivelmente a maioria). Atualmente, está cada vez mais difícil encontrar um político que não esteja disposto a “puxar uma sardinha pra si”, pegando um pouquinho aqui, pegando um “dinheirinho” ali, surrupiando uma “verbinha” por aí; esse negocio de ficar pegando dinheiro pode começar a se tornar um hábito; com certeza todo político corrupto que existe hoje deve talvez ter sido algum dia honesto, mas, da mesma forma que fumar e beber pode fazer você se viciar, roubar também pode se tornar um vício, talvez a maioria não sabe, mas com certeza as vezes os políticos podem ficar doentes, começam a roubar tanto, que não conseguem mais parar. Então eis um recado aos políticos que estão começando: se estiverem, parem de roubar enquanto é tempo, pois depois que viciar, vai ser difícil parar.